Pagina Principal Artigos Exportações capixabas registram valor recorde para o mês de março

Exportações capixabas registram valor recorde para o mês de março


As exportações capixabas realizadas no mês de março de 2012 atingiram US$1,35 bilhão, o valor representa o recorde dos últimos 15 anos para as exportações realizadas pelo Espírito Santo no mês de março. O dado, divulgado pelo Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN) na última sexta-feira (11), é da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), órgão vinculado ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC).

O documento aponta um crescimento de 48,68% nas exportações do Estado entre fevereiro e março desse ano. Já em comparação ao mesmo mês do ano anterior, as exportações estaduais cresceram 16,03% (saltando de US$ 1,16 bilhões para US$ 1,35 bilhões). Este aumento é explicado, principalmente, pelo crescimento das exportações de minério de ferro, que faturou US$ 306,13 bilhões a mais que no mês de fevereiro (crescimento de 76,44%).

Segundo o documento, o seguimento de produtos básicos foi o que mais cresceu, saltando de uma participação de 67,94% nas exportações em fevereiro, para 71,27% em março. O segmento de produtos semimanufaturados também ganhou participação neste período, com sua participação passando de 14,54% para 15,71% das exportações do Estado. Já as exportações de produtos manufaturados perderam participação (representavam 14,45% em fevereiro e, em março, 11,5%).

Ainda de acordo com o documento, destaca-se o aumento de 229,75% das exportações de chapas de aço. O valor exportado desse tipo de produto em cresceu de US$ 22,05 milhões em fevereiro para US$ 72,71 milhões em março. Dos principais produtos analisados, apenas dois apresentaram redução na quantidade de exportações, são eles: óleos brutos de petróleo (-10,5%) e celulose (-1,02%).

Em relação à quantidade (peso por tonelada) dos bens exportados, a maioria dos produtos apresentou crescimento. O destaque foi o aumento da quantidade exportada de minério de ferro, cuja média diária de movimento de cargas passou de 134,75 mil toneladas em fevereiro para 214,13 mil toneladas em março. Já na comparação com o mesmo mês do ano anterior, os produtos que mais aumentaram foram as exportações de chapas de ferro/aço (+159,68%) e de tubos flexíveis de ferrou ou aço (+293,86%).

Destino das Exportações
Em março, os EUA voltaram a ser o principal destino das exportações do Espírito Santo, registrando um valor exportado de US$197,95 milhões para aquele país. O fator foi impulsionado pelas exportações de óleos brutos de petróleo e de granitos trabalhados. A China ocupou a segunda colocação no ranking de destinos das exportações capixabas, comprando US$131,68 milhões em produtos locais, principalmente minério de ferro e granitos trabalhados.

Também se destacou o crescimento das exportações destinadas à Alemanha, que saltou de US$1,94 milhões, em fevereiro de 2012, para US$54,53 milhões em março (influencia do aumento nas exportações de café, com cerca de US$ 50 milhões do produto); e aos Emirados Árabes Unidos, que passou de US$ 0,76 milhões para US$ 52,95 milhões (influencia das exportações de minério de ferro, com US$ 51,0 milhões do produto).

Para conferir o documento "Exportações - Março 2012" na íntegra, clique aqui.

Importações
Os dados relacionados às importações do Espírito Santo realizadas em março de 2012, também foram divulgados pelo Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN) na última sexta-feira (11). Segundo o documento, as importações do Estado somaram US$ 716,75 milhões, representando uma queda de 2% frente ao mês anterior. Se comparado com o mês de março do ano anterior, as importações totalizaram uma queda de 14,22% no valor.

Na análise das importações por categorias de uso, em relação à variação mensal (março de 2012 comparado com fevereiro de 2012) constatou-se uma queda nas categorias de bens de capital (-14,84%) e bens de consumo duráveis (-10,34%). Houve aumento das importações de bens intermediários (+10,49%), bens de consumo não-duráveis (+2,1%) e semiduráveis (+1,62%).

Já na comparação interanual (entre março de 2012 com o mesmo mês do ano anterior) houve queda na importação de bens de capital (-1,39%), bens de consumo duráveis (-14,82%), bens de consumo semiduráveis (-8,89%) e bens intermediários (-24,32%). A única categoria de uso que apresentou aumento na variação interanual foi a de bens de consumo não-duráveis (52,77%).

Considerado o total das importações capixabas realizadas em março, a maioria dos produtos importados foram bens intermediários (44,30%), seguida da categoria de bens de capital (24,30%) e da categoria de bens de consumo duráveis (19,39%).

Subdividindo as importações capixabas de março pela classificação do “Sistema Harmônico (SH) Capítulo dois dígitos” (método internacional de classificação de mercadorias), consta que 24,12% das importações foram de automóveis, tratores, ciclos e outros veículos terrestres e suas partes e acessórios; 14,32% foram de reatores nucleares, caldeiras, máquinas, aparelhos e instrumentos mecânicos e suas partes; 7,87% de máquinas, aparelhos e materiais elétricos e suas partes, aparelhos de gravação ou de reprodução de som e imagens e som em televisão e suas partes e acessórios; e 5,54% de borracha e suas obras. Esses produtos, juntos, somam mais de 50% das importações capixabas no mês analisado.

Com relação à quantidade (peso por tonelada) de produtos importados, nota-se que, em março de 2012, houve um aumento de 35,03%, se comparado ao mês anterior. Já na comparação com o mesmo mês do ano anterior, houve queda de 65,23% no total de importações.

Origem das Importações   
Os principais países dos quais provêem os produtos importados pelo Espírito Santo em março de 2012 foram: China, com 23,96% das importações; a União Européia, com 20,34%; os Tigres Asiáticos (Taiwan - Formosa, Cingapura, Hong Kong e Coréia do Sul), com 15,87% e os EUA, com 11,23%. Juntos, esses países respondem por mais de 70% das origens das importações capixabas no mês analisado.

Para conferir o documento "Importações - Março 2012" na íntegra, clique aqui.


Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação do IJSN
Larissa Linhalis
comunicacao@ijsn.es.gov.br
TEL: (27) 3636-8066 / 9887-8488
Texto: Cristian Favaro / Thais Araujo