Pagina Principal Artigos Polícia Civil recebe visita de diretoria do Instituto Jones Santos Neves

Polícia Civil recebe visita de diretoria do Instituto Jones Santos Neves

PCES Visita

Na manhã dessa quarta-feira (29), o delegado-geral da Polícia Civil José Darcy Arruda recebeu a diretoria do Instituto Jones Santos Neves (IJSN), em visita às instalações da Chefatura de Polícia Civil. O diretor-presidente, Daniel Cerqueira, o diretor de Integração e Projetos Especiais, Pablo Lira, e a coordenadora do Observatório da Segurança Cidadã, Bárbara Caballero, conheceram a Central de Teleflagrante e o Centro de Inteligência e Análise Telemática (CIAT).

Na visita, o delegado-geral demonstrou o funcionamento das novas unidades, que começaram a operar recentemente. O Projeto Piloto da Central de Teleflagrante iniciou as atividades no dia 13 de setembro e, na prática, possibilita o recebimento de ocorrências de forma remota, dando celeridade aos procedimentos e possíveis autuações de conduzidos.

“Aqui nós temos a Central de Teleflagrante, que permite os atendimentos em telepresença, de forma mais célere, e nosso Centro de Inteligência, que está produzindo conhecimento e já estamos colhendo resultados, com prisões qualificadas. Com isso, trabalhamos integrados, produzimos provas robustas”, explicou o delegado-geral José Darcy Arruda.

A Central de Teleflagrante funciona na Chefatura de Polícia, em Vitória. No local, uma sala foi preparada com computadores, equipamentos de videoconferência e conexão à internet, por meio dos quais Delegados e Escrivães de Polícia fazem plantões remotos, recebendo, neste primeiro momento, as ocorrências entregues nos plantões das Delegacias Regionais de Aracruz e Guarapari.

“De fato, é uma experiência inovadora e diferenciada que temos aqui no Espírito Santo. O trabalho que está sendo feito aqui é um trabalho espetacular que envolve integração das forças policiais, envolve inteligência”, afirmou o diretor-presidente do IJSN, Daniel Cerqueira.

Os visitantes também puderam entender melhor o trabalho desenvolvido no Centro de Inteligência e Análise Telemática (CIAT), onde a tecnologia é aplicada na resolução de crimes. Para Cerqueira, os investimentos em tecnologia realizados por meio do Programa Estado Presente em Defesa da Vida equiparam a capacidade investigativa da Polícia Civil do Espírito Santo à das melhores polícias do mundo.

“Eu costumo dizer que os melhores departamentos de polícia do mundo são departamentos que utilizam o modelo de policiamento orientado pela inteligência. O investimento que se fez aqui na Polícia Civil, no âmbito do Programa Estado Presente é isso: fortalecer cada vez mais a inteligência e a integração. A Segurança Pública do Estado do Espírito Santo não é simplesmente polícia na rua, é polícia orientada pela inteligência, para identificar e prender aqueles homicidas contumazes, aqueles criminosos que perpetram inúmeros crimes que aterrorizam as comunidades”, disse Cerqueira.

O diretor Pablo Lira destacou que não existe solução mágica para as questões relacionadas à Segurança Pública, pois este é um cenário complexo, que não aceita soluções simplistas. Apenas com investimentos, gestão séria e trabalho integrado é possível mudar a trajetória de comunidades atingidas pela criminalidade.

“Esta é uma inovação que reforça ainda mais integração do Programa Estado Presente e atrela a tecnologia para potencializar o trabalho de investigação da Polícia Civil e das demais agências de segurança pública do Estado. Este investimento eleva ainda mais a inteligência policial do Estado, colocando a inteligência da Polícia Civil em um novo patamar”, afirmou Pablo Lira.

Texto: Camila Ferreira


Assessoria de Comunicação Polícia Civil
Comunicação Interna - (27) 3137-9024
imprensa.pc@pc.es.gov.br

Atendimento à Imprensa
Matheus Zardini/Camila Ferreira
(27) 3636-9928 / (27) 99297-8693 / (27)99231-5157
comunicapces@gmail.com

Assessoria de Comunicação do IJSN
Eduardo Rabello
(27) 3636-8066 / 99892-5291
comunicacao@ijsn.es.gov.br