Pagina Principal Artigos

PIB Trimestral2O Produto Interno Bruto (PIB) do estado do Espírito Santo é calculado anualmente pelo Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN) em parceria com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com os resultados sendo divulgados com uma defasagem temporal de dois anos. A partir de 2009, visando reduzir essa defasagem, o IJSN passou a calcular o Indicador de PIB Trimestral, que reflete a situação econômica no curto prazo, antecedendo o cálculo do PIB anual.

Boletim COMEX Trimestral

  • Após alcançar o maior valor desde 2014, o comércio exterior capixaba sofreu correção de -10,35%, no primeiro trimestre de 2022, comparado ao trimestre imediatamente anterior, puxado pela queda de -23,89% nas exportações do período, enquanto as importações mantiveram alta de +8,70%;

 

  • Na comparação com o primeiro trimestre de 2021, todavia, o comércio exterior capixaba apresentou alta de +37,43%, puxado mais fortemente pelo avanço de +62,82% nas importações, enquanto as exportações expandiram em +18,65%, nesse período.

print glocal

O Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN) realizou, na tarde dessa quinta-feira (02), o seminário “Evolução do Monitoramento e Avaliação no Espírito Santo”. O encontro faz parte da programação da semana gLocal de Avaliação 2022, promovido pela Global Evaluation Initiative (GEI), que teve início no dia 30 de maio e reúne organizações de diversos países.

A abertura do evento contou com as presenças do diretor-presidente do Instituto Jones dos Santos Neves, Daniel Cerqueira, da diretora de Estudos e Pesquisas, Latussa Laranja, e do professor do departamento de Economia da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), Renato Seixas. A mediação do encontro ficou por conta do diretor de Integração do IJSN, Pablo Lira.

“Para nós é uma honra participar dessa grande parceria internacional em favor das avalições e do monitoramento de políticas públicas. Trata-se de uma forma disruptiva de pensar e fazer esse trabalho tão importante para a sociedade. A política baseada em evidências eleva a gestão pública a um novo nível”, destacou Daniel Cerqueira.

Ao longo da programação, especialistas debateram os avanços na gestão pública capixaba a partir do uso das práticas de M&A e apresentaram os resultados exitosos obtidos nesse período. Na primeira palestra, Pablo Lira falou sobre o Sistema de Monitoramento e Avaliação de Políticas Públicas (SiMAPP). O Espírito Santo foi pioneiro no Brasil em formalizar e colocar em lei este processo.

Entre os temas abordados, estava também o Desenvolvimento Regional Sustentável (DRS-ES). A coordenadora geral do DRS e diretora de Estudos e Pesquisas do IJSN, Latussa Laranja, falou sobre a descentralização do conhecimento e pactuação qualificada do projeto que busca promover um crescimento mais equilibrado, de forma equitativa e integrada, nas microrregiões capixabas.

A coordenadora do Núcleo de Educação do IJSN, Kiara Demura, e o professor de economia da Ufes, Guilherme Pereira, apresentaram ainda a pesquisa sobre abandono escolar e o uso de um modelo de predição inovador para a gestão educacional. Na sequência, o aluno do curso de economia da Ufes, Gabriel Veríssimo, encerrou as apresentações falando sobre os impactos do Programa Nota Vitória na arrecadação de ISS da capital capixaba.

O seminário completo pode ser acessado no canal do Instituto Jones dos Santos Neves, no YouTube.

Semana gLOCAL

A Semana de Avaliação gLOCAL é dedicada a eventos de compartilhamento de conhecimento e experiências sobre Monitoramento e Avaliação em todo o mundo. Organizações de diversos países já sediaram cerca de mil eventos focados em M&A nos cinco continentes e em diversos idiomas.

A Iniciativa de Avaliação Global (GEI) é uma parceria global inclusiva comprometida com o desenvolvimento de estruturas e capacidades de monitoramento e avaliação (M&A) sustentáveis ​​e de propriedade do país para promover o uso de evidências na tomada de decisões públicas, aumentar a responsabilidade e alcançar melhores resultados.

Informações à Imprensa:
Assessoria de Comunicação do IJSN
Eduardo Rabello
(27) 3636-8066 / 99892-5291
comunicacao@ijsn.es.gov.br

Boletim Educacao O objetivo deste documento é apresentar um resumo dos dados mais recentes, disponíveis até o 1º trimestre de 2021 sobre a situação da educação capixaba, utilizando dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNADC), bem como fazer uma comparação destes dados com os da região Sudeste e o restante do Brasil. É importante esclarecer que o foco da pesquisa feita pelo IBGE é o mercado de trabalho, no entanto, a partir dos microdados da PNADC é possível construir alguns indicadores de outras temáticas, como a educação. A PNADC teve início em 2012 e é uma pesquisa trimestral, isto torna factível o acompanhamento da evolução de indicadores educacionais dentro de anos específicos, esta é uma perspectiva que não existia até pouco tempo atrás com a PNAD anual.

Crédito: Comunicação IJSN

A vice-governadora do Estado, Jacqueline Moraes, apresentou, nesta segunda-feira (30), o novo painel de indicadores Liderança e Participação Política, do Observatório de Políticas Públicas para Mulheres do Espírito Santo (Observatório MulherES). A cerimônia foi realizada no auditório do Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), em Vitória, e contou com a presença de gestoras e lideranças femininas do Estado.

A proposta reúne dados relacionados à participação das mulheres do Espírito Santo na política e em cargos de gestão pública, permitindo a análise sobre a atuação e a clareza na identificação dos pontos que dificultam a ocupação delas em altos níveis hierárquicos. O painel foi desenvolvido pelo Instituto Jones dos Santos Neves, em parceria com o Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Espírito Santo (Prodest), no âmbito do Programa Agenda Mulher.

Jacqueline Moraes ressaltou o ineditismo da ação e destacou que a pauta do Observatório é visibilizar, fortalecer e empoderar as mulheres no Espírito Santo. “O painel de indicadores Liderança e Participação Política, do Observatório, permitirá que pesquisas existentes sobre o tema sejam agregadas em um único espaço on-line, facilitando o acesso e o conhecimento sobre a realidade das mulheres na política”, salientou.

A vice-governadora disse ainda que o Brasil tem uma série de fatores que dificultam tanto o ingresso quanto a permanência das mulheres na política. “Com essa iniciativa, poderemos ter acesso a mais evidências que nos permitam debater e formular soluções legislativas adequadas para reduzir o impacto desses fatores. É um passo importante, como todos os que são dados em direção ao reconhecimento da mulher, principalmente na política”, pontuou.

As informações do painel foram coletadas na base de dados do site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para os cargos eletivos da política nacional, estadual e municipal. Para os cargos de liderança na gestão pública, os dados foram solicitados à Secretaria de Gestão e Recursos Humanos (Seger). Os indicadores poderão ser acessados por recortes específicos, apresentando uma visão que contempla as diferenças e particularidades entre a população feminina.

A diretora de Estudos e Pesquisas do Instituto Jones dos Santos Neves, Latussa Laranja, ressaltou a importância do Observatório MulherES na promoção do diálogo com as instâncias governamentais e a sociedade civil, contribuindo para a discussão sobre as questões de gênero no Estado. 

“Temos como objetivo contemplar as múltiplas formas de desigualdades que atingem as mulheres. O Observatório vem priorizar um conjunto de áreas temáticas baseadas no Plano Estadual de Políticas para as Mulheres do Espírito Santo (PEPMES), no Pacto Estadual pelo Enfrentamento à Violência Contra as Mulheres, e também no Objetivo de Desenvolvimento Sustentável da ONU, a ODS 5, que busca alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas”, explicou Latussa Laranja.

Liderança e Participação

O painel Liderança e Participação Política está composto por três seções: Participação Política Nacional e Estadual; Participação Política Municipal; e Lideranças Capixabas, que apresenta as funções de gestão pública nos órgãos executivos estaduais, considerando cargos que em algum grau são gerenciais.

tela01

Em todas as seções, será possível observar os indicadores pelas Unidades da Federação e pelos municípios do Espírito Santo. As três temáticas também estão subdivididas em duas formas: a primeira apresenta os dados relacionados somente ao sexo feminino, já na segunda forma inclui os dados referentes ao sexo masculino, sendo possível realizar a comparação entre eles.

Os indicadores também poderão ser observados pelos filtros que representam os recortes realizados por raça/cor, que, neste módulo, estão divididas em amarela, branca, indígena, parda, preta e sem informação/não divulgável. O objetivo é permitir uma análise mais evidente das diferenças existentes nos recortes raciais e as possíveis disparidades.

tela02

A coordenadora de Estatística do Instituto Jones dos Santos Neves, Leticia Furtado, reforçou que o Observatório MulherES é um processo contínuo de construção. “As informações disponibilizadas são periodicamente revistas e novas informações podem ser incluídas, em parceria com os demais órgãos do Governo. Temos a previsão de lançar ainda este ano o Painel de Violência Contra a Mulher e também outro voltado para área de Educação”, adiantou.

O acesso aos painéis do Observatório MulherES pode ser feito em: http://www.ijsn.es.gov.br/observatorio-mulheres/paineis-de-indicadores

Agenda Mulher

O Agenda Mulher é um programa para empoderar e dar visibilidade às mulheres por meio do empreendedorismo, disponibilizando e customizando cursos, desde formações e qualificações diversificadas, até o empreendedorismo emocional, que se dá pelo processo de autoconhecimento. O programa também aborda temas transversais e reflete o compromisso do Governo do Estado em investir na inovação e em ações que proporcionem igualdade de oportunidade entre homens e mulheres.

Informações à Imprensa:

Assessoria de Comunicação da Vice-Governadoria
Íris Carolina Miguez
(27) 99971-2819

Assessoria de Comunicação do IJSN
Eduardo Rabello
(27) 3636-8066 / 99892-5291
comunicacao@ijsn.es.gov.br